logo 2015 3
logo facebook2 icones RESERVA

Quais são os benefícios de viajar

file 53ac55d1278cb

A vida diária pode ser estressante para a maioria das pessoas, acordar, pegar trânsito, trabalhar, pegar trânsito novamente, chegar em casa e fazer os deveres domésticos. Após um ano de total dedicação há uma rotina desgastante, precisamos de umas belas férias e para que ela seja relaxante, alegre e única é preciso viajar para um lugar que possa conectar você a uma nova experiência, renovando suas energias e alma.

O simples fato de viajar pode ajudar você em diversos fatores e pensando nisso, hoje vamos abordar o tema: Quais são os benefícios de viajar.

Viajar nos dá a oportunidade de se desconectar da nossa vida rotineira

Quando tiramos um tempo off estamos parando de pensar no problema com tanto foco e talvez seja essa saída para manter a mente relaxada e consequentemente achar uma solução mais clara.

Com a rotina do dia a dia perdemos um pouco de contato com nós mesmos. A viagem faz com que você tenha mais tempo livre, fazendo com que você retome um contato interno. Sair de férias nos permite recarregar as baterias, desligando-nos da nossa vida regular.

Viajar aumenta o nosso conhecimento e amplia a nossa perspectiva

Continue Lendo

Vai viajar de carro? Veja dicas de segurança e o que checar

estradas feriado 7 de setem 1 ae

Especialistas apontam precauções para evitar acidentes nas estradas.
Além de cuidados mecânicos, motorista deve se preparar psicologicamente.

Com aumento do movimento no fim do ano, motorista deve redobrar cuidados
Final de ano e com a chegada de férias e datas comemorativas o volume de veículos nas estradas aumenta e, com ele, os acidentes. O G1 procurou especialistas para listar quais os cuidados devem ser tomados por motoristas antes e durante a viagem.


De acordo com o Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF), durante a chamada operação “fim de ano”, que foi de 16 de dezembro 2011 a 2 de janeiro 2012, ocorreram 360 acidentes fatais nos quais 460 pessoas morreram nas rodovias federais. No total, foram 10.536 acidentes, que resultaram em 6.140 feridos.
Um pouco de planejamento pode diminuir o risco de acidentes. Além dos tradicionais itens mecânicos que devem ser checados no carro, como nível do óleo, calibragem de pneus, funcionamento dos faróis, entre outros, o motorista deve de se preparar psicologicamente para a jornada, sabendo que poderá enfrentar congestionamento e mesmo condições adversas do tempo, típicas do verão, como temporais.
“É importante procurar se concentrar nas atitudes e planejar a rota. Não é recomendado sair para uma balada e beber antes de viajar [além de ser ilegal]. O uso de medicamentos também pode prejudicar a atenção do motorista”, explica André Horta, analista de segurança viária do Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi).

ANTES DE PEGAR ESTRADA

- Cuidados mecânicos
O ideal, antes de uma viagem, é levar o carro ao mecânico, assim o especialista poderá verificar todos os itens imprescindíveis para o correto funcionamento do carro.
Níveis de óleo do motor e fluídos de freio, além de calibragem dos pneus e seu estado de conservação são pontos importantes para checar e evitar um acidente.
O sistema elétrico também deve ser verificado, pois as luzes de posição (faróis, lanternas, setas e piscas) são indispensáveis. “É recomendada uma inspeção visual prévia e, caso note alguma anomalia, levar a um mecânico especializado”, explica Edson Esteves, professor do curso de engenharia mecânica da FEI (Fundação Educacional Inaciana). “Porém, se o veículo já não é novo ou seminovo, o ideal é levar diretamente ao especialista, para que faça uma verificação mais profunda”, acrescenta.

Continue Lendo

13 dicas para sua viagem não azedar

As férias de final de ano estão aí! Depois de vários meses de trabalho ou de estudos, nada melhor do que recarregar as baterias naquela praia paradisíaca, numa metrópole agitada ou no sossego do campo. Seja qual for o destino, cuidados devem ser tomados antes e durante a viagem para que, de sonho, ela não se transforme em pesadelo.

A seguir, veja 13 dicas para ter dias de descanso tranquilos, além de informações sobre os seus direitos.

shutterstock 144112840 1024x730

Hospedagem

1. Apartamento fantasma
Para não correr o risco de chegar ao seu destino e descobrir que o imóvel que você alugou não existe, alguns cuidados são necessários: se não conhecer o proprietário, não pague antes de investigar sua idoneidade e exija um contrato.
Algumas empresas, como a americana Airbnb (www.airbnb.com.br), com atuação em 192 países, e a alemã Wimdu (www.windu.com.br), em 103 países, fazem a intermediação financeira entre locador e locatário, o que torna o processo mais seguro. Elas podem ser especialmente úteis em viagens internacionais, mas as duas também têm hospedagens no Brasil.

2. Localização ideal
Será que aquela pousada bonita e barata que você encontrou na internet fica mesmo a 100 metros da praia mais badalada do litoral? Para checar a localização de hotéis, pousadas, albergues, flats e casas alugadas, e fazer um tour virtual pelas redondezas, use ferramentas como o Google Maps (maps.google.com.br/) e o Street View (goo.gl/qM8mnn).

3. Bonito só na foto
As fotografias publicadas no site de hotéis, pousadas e albergues ou mesmo por proprietários de casas para aluguel costumam ser produzidas e mostrar só os melhores aspectos do ambiente. Eventuais rachaduras, goteiras e outros defeitos certamente não serão registrados. Além disso, pela imagem não dá para saber se o local é barulhento ou mal cheiroso, por exemplo.
Por isso, para não ter uma surpresa desagradável, não confie só nas fotos: busque opiniões de quem já se hospedou no local em sites como o Booking.com (www.booking.com) e o Tripadvisor (www.tripadvisor.com.br). Neste, é possível ver fotos tiradas por hóspedes (muito mais realistas).

4. Duração da diária
Você sabia que a diária de hospedagem deve durar 24 horas? É o que diz o artigo 23, IV, da Lei Geral do Turismo. No entanto, a maioria dos estabelecimentos não respeita essa regra: em geral, o check-in é liberado às 14h e o check-out deve ser feito até o meio-dia. Antes de fechar a reserva, questione o hotel ou pousada sobre a prática. "Caso a empresa negue a duração da diária conforme a lei, o consumidor pode ficar mais tempo do que o horário previsto para o check-out, pagar a mais e, depois, recorrer ao Procon ou à Justiça, a fim de receber o valor cobrado indevidamente em dobro", orienta o advogado do Idec Flavio Siqueira Junior.

Continue Lendo

Extravio de bagagem: como evitar e o que fazer quando suas malas não chegam ao destino!

Extravio de Bagagem – Como evitar e o que fazer

1397454 56769777 620x465

Estar longe de casa e descobrir que a sua mala e seus pertences simplesmente se perderam pelo caminho ou foram violados é um dos pesadelos mais temidos de qualquer viajante. Apresentamos nesse post exclusivo para os leitores do Melhores Destinos orientações sobre como evitar esse problema e o que fazer se isso acontecer com você.

Cinco causas mais frequentes do extravio de bagagem:

Conexões: numa troca de aeronaves você embarca no próximo voo e sua mala não – é disparada a ocorrência mais frequente. A chance aumenta se houver pouco tempo de conexão, pois as companhias aéreas fazem de tudo para não atrasar os voos, o que inclui deixar bagagens dos passageiros para trás, se preciso;

Falha: da empresa aérea ou da terceirizada responsável, em alguma fase entre o check-in e a colocação da bagagem na esteira;

Perda: A etiqueta se desprende e sua mala fica perdida e sem identificação;

Furto: na área interna, externa ou na esteira do aeroporto;

Engano: A mala vai para a esteira e outro passageiro pega, achando que é a dele.

Como evitar esses problemas:

Continue Lendo